Vídeo feito por pai de empresário mostra momento de embarque: “bom voo”

outubro 9, 20178:24 pm
Foto: CidadeON

Circulam nas redes sociais imagens gravadas momentos antes do embarque de uma dupla de empresários e de um médico que morreram na tarde desta segunda-feira (9). O trio estava em um avião de pequeno porte que decolou de Tangará da Serra (distante cerca de 240 km de Cuiabá) com destino a São José do Rio Preto, no interior de São Paulo.

O vídeo foi gravado pelo pai do empresário Caique Caciolato, de 25 anos. Ele era um dos donos da rede Açaí de Rua, originária de São José do Rio Preto, onde residia. Com ele, voavam o empresário e piloto William Rayes Sakr, de 58 anos, dono de diversos empreendimentos hoteleiros e alimentares, e o médico cirurgião Alisson Lima dos Santos Versionato, de 33.

Nas imagens, é possível ver o momento em que Allison e Caíque entram no avião, enquanto William Sakr já os aguardava no comando da aeronave. A voz é de Antônio Verciano dos Santos, que deseja boa viagem e repassa informações de voo: “Beleza. Daqui 3h40 em Rio Preto, né?”, perguntou.

Antes que Allison entrasse no avião, o pai passa mensagem de carinho e cuidado. “Vai com Deus. Deus abençoe. Bom voo”, desejou Antônio, que ainda pediu para que o filho olhasse para a câmera e se despedisse: “Allison, olha de novo. Dá um Tchau. Vai com Deus”. Quase no mesmo instante, uma voz feminina pede: “Vai passando os áudios”, solicitando que o grupo de amigos mantivesse contato.

O acidente

De acordo com informações, o acidente aconteceu no início da tarde. A aeronave que levava o grupo era um monomotor de prefixo PT-DDB, que estava com matrícula regular junto a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

O avião caiu na cidade paulista sobre uma casa distante apenas 300 metros do aeroporto Professor Eribelto Manoel Reino, onde era previsto que pousasse. No local havia três pessoas, mas nenhuma ficou ferida.

Imagens revelam que o monomotor foi encontrado na piscina da residência, “caído de bico”. Informações especulam que o acidente teria acontecido por pane seca, isto é, quando acaba o combustível da aeronave. No entanto, o laudo oficial da perícia ainda não foi divulgado.

Este foi o segundo acidente envolvendo a família Sakr, que é bastante conhecida na região. O piloto William já havia sofrido uma queda com outro monomotor, que também era pilotado por ele, em janeiro de 2011. A aeronave caiu em um aeroclube de São José do Rio Preto quando seguia para Guarapari, no Espírito Santo. À época, toda a sua família estava abordo e os passageiros sofreram escoriações leves.

COMPARTILHAR:

Comentários