Venezuela surpreende e vence Argentina na volta de Lionel Messi

março 22, 20199:51 pm
Após nove meses, camisa 10 retorna a atuar por sua seleção e vê grande atuação da Vinotinto, que vence por 3 a 1

Foram quase nove meses de espera. Tempo para descansar, aliviar a pressão, repensar. Mas a dramática história de Messi com a Argentina não tem fim. É bem verdade que foi só um amistoso. Mas no retorno do camisa 10, a Albiceleste perdeu para a Venezuela por 3 a 1, no Estádio Metropolitano de Madri.

Não foi uma derrota qualquer. Foi com uma grande atuação da Vinotino, que venceu o rival apenas pela segunda vez em 25 jogos na história. Pela primeira vez, os argentinos levaram três gols dos venezuelanos.

Não foi acidente. Foi uma vitória com autoridade. A Venezuela mostrou por que é uma das equipes sul-americanas que mais evoluiu na década. Bem treinada por Rafael Dudamel, a Vinotinto tinha no trio de ataque a sua força. Rondón, Murillo e Machís infernizaram os argentinos. Abriu 2 a 0 no primeiro tempo com duas jogadas de contra-ataque e lindas finalizações de Rondón e Murillo.

Messi tentou. Criou chances, finalizou e viu as esperanças de uma virada no início do segundo tempo, quando Lautaro empatou. Mas Josef Martínez, em uma incomum cobrança de pênalti, fez o terceiro da Venezuela e deu a chance para os venezuelanos, maioria no Estádio Metropolitano, gritarem “olé” contra Messi.

O camisa 10 não atuava pela Argentina desde o dia 30 de junho do ano passado, na eliminação para a França, na Copa do Mundo. Até esta sexta, o ainda interino Lionel Scaloni viu a Albiceleste ter quatro vitórias, um empate e uma derrota. E sofreu seu pior revés contra a Venezuela. O elenco contava com sete jogadores que nunca atuaram com Messi. Ele tentou.

Foi o melhor argentino em campo. Finalizou com perigo ao menos quatro vezes, fez bons cruzamentos, mas sofreu. O craque foi liberado do amistoso contra o Marrocos e agora voltará a Barcelona.

A Venezuela está há três jogos invicta no confronto contra a Argentina. Venceu pela segunda vez na história o rival e marcou, pela primeira vez, três gols diante dos argentinos. O elenco convocado por Rafael Dudamel tinha 10 jogadores vice-campeões mundiais sub-20 em 2017, entre eles o goleiro Fariñez, destaque da equipe.

O triunfo desta sexta ainda valeu um troféu, fornecido pela empresa de material esportivo de ambas equipes.

Tags:
COMPARTILHAR:

Comentários