Trump chega a Inglaterra com ataque no Twitter ao prefeito de Londres

junho 3, 201911:08 am
Donald Trump já atacou por várias vezes o líder trabalhista muçulmano através das redes sociais

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, referiu-se hoje ao autarca de Londres como um “total perdedor” numa mensagem publicada no Twitter, poucos minutos antes de aterrar no Reino Unido para uma visita de Estado de três dias.

“Sadiq Khan, que fez um trabalho terrível como autarca de Londres, fez comentários desagradáveis sobre o Presidente dos Estados Unidos”, publicou Trump na rede social, acrescentando que Khan é um “total perdedor” que faria melhor se concentrando na luta contra o crime em Londres.

Donald Trump já atacou por várias vezes o líder trabalhista muçulmano através das redes sociais, denunciando o seu “trabalho desastroso contra o terrorismo”.

Por seu lado, Sadiq Khan condena com regularidade as declarações e o comportamento do Presidente norte-americano.

No domingo, Khan disse à Sky News que o Reino Unido estava errado em “estender o tapete vermelho” a Donald Trump na visita de três dias que este faz esta semana ao país, e qualificou certas políticas do Presidente norte-americano de “odiosas” e “ofensivas”.

Em declarações ao jornal The Observer, Khan também comparou algumas das palavras do Presidente norte-americano às utilizadas pelos “fascistas do século XX”.

O autarca de Londres avisou que não iria participar no banquete oferecido hoje à noite pela Rainha Isabel II em homenagem ao Presidente norte-americano, um jantar com grande pompa que também não contará com as presenças do líder da oposição trabalhista, Jeremy Corbyn, e do presidente da Câmara dos Comuns, John Bercow.

Em julho de 2018, durante uma visita anterior do chefe de Estado norte-americano, o autarca de Londres autorizou os manifestantes anti-Trump a manejar um balão gigante representando o Presidente dos Estados Unidos de fralda, perto de Westminster.

Donald Trump chegou hoje a Londres para iniciar uma visita de três dias ao Reino Unido, onde será recebido pela rainha Isabel II e terá ainda um encontro com a primeira-ministra britânica, Theresa May.

O avião presidencial Air Force One aterrou às 08:55 (mesma hora em Lisboa) no aeroporto de Stansted, em Londres, onde Trump, acompanhado pela primeira-dama Melania Trump, foi recebido pelo ministro dos Negócios Estrangeiros britânico, Jeremy Hunt, e o embaixador dos Estados Unidos em Londres, Woody Johnson.

Do aeroporto, o Presidente norte-americano embarcou num helicóptero da Força Aérea dos Estados Unidos para levá-lo a Winfield House, a residência do embaixador norte-americano em Regent’s Park.

A rainha Isabel II, de 93 anos, dará antes do meio-dia as boas vindas oficiais ao Presidente do Palácio de Buckingham, onde hoje à noite haverá um banquete de Estado em que ambos farão discursos.

Uma vez completadas as honras de rigor no palácio, o soberano oferecerá a Trump e a primeira-dama um almoço na residência real e, depois, caminharão juntos na Galeria do Palácio para ver uma exposição com objetos da Coleção Real, que são relevantes para a história dos Estados Unidos.

Hoje à tarde, o Trump e a primeira-dama tomarão chá com o príncipe Carlos, herdeiro da coroa, e a sua mulher, Camilla, duquesa da Cornualha, na residência de Clarence House.

Também hoje, Trump vai colocar uma coroa de flores no túmulo do soldado desconhecido na Abadia de Westminster.

Na terça-feira será o dia mais político da visita do estado, quando Trump realizará uma reunião e almoçará com a primeira-ministra Theresa May na residência oficial de Downing Street, em Londres, após a qual participarão numa conferência de imprensa.

O último dia da visita será marcado pela cerimónia de comemoração do aniversário dos 75 anos do desembarque e da Batalha da Normandia, a ser realizada em Portsmouth (sul da Inglaterra), que terá a presença de Donald Trump e da rainha Isabel II.

Tags:
COMPARTILHAR:

Comentários