Reinaldo aposta na vida limpa e legado do governo para disputar reeleição

agosto 4, 20188:16 pm
Reinaldo foi ladeado por Murilo Zauith (DEM), que é candidato a vice-governador; Nelson Trad Filho (PTB) e Marcelo Miglioli (PSDB)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) aposta na vida limpa e no legado da sua gestão para buscar a reeleição. “Eu tenho a obrigação de defender o nosso legado”, afirmou Reinaldo durante entrevist coletiva neste sábado (dia 04). Ele destacou que tem 20 anos de vida pública. “Uma vida limpa, sem condenações  e com investigações arquivadas”, declarou.

Ainda sobre a vida pessoal, chorou ao se referir ao pedido de sua mãe Zulmira Azambuja, sentada na primeira fila durante o evento. O governador relatou que a dona Zuzu pediu para ele deixar a vida pública, por considerar não ser espaço adequado para pessoas boas como ele. “Mas expliquei para ela que os bons políticos continuam ajudando o Estado. Peço compreensão da minha mãe e da minha família para poder disputar novamente”, disse.

Sobre a atual gestão, aponta que a palavra que define seu governo é responsabilidade. “O Estado foi o segundo em geração de emprego, o terceiro mais seguro e o primeiro em investimento em infraestrutura e saneamento”.

Fortalecida

O projeto político do governador tem apoio de 14 partidos, total que inclui o PSDB. “É uma aliança com quem a gente gosta e quem gosta da gente. Essa aliança foi consolidada depois de muitas conversas e reuniões. É uma aliança plural, de partidos com os mesmos ideais do PSDB”, afirmou Reinaldo. Ele avaliou que não está sendo fácil fazer política, devido à criminalização e a crise que o País enfrenta.

Para Reinaldo, a chapa com 14 aliados não é inchada, mas fortalecida para a campanha. Os partidos foram acomodados em duas chapas para deputado federal e três chapas para deputado estadual. “Caso eleito, quero consolidar a reestruturação da Saúde e continuar os ajustes fiscais para que o Estado tenha poder de investimentos nas áreas essenciais”, afirmou.

Aliados 

Na entrevista coletiva à imprensa, Reinaldo foi ladeado por Murilo Zauith (DEM), que é candidato a vice-governador; Nelson Trad Filho (PTB) e Marcelo Miglioli (PSDB), ambos na disputa pelo Senado; e Marquinhos Trad (PSD), prefeito de Campo Grande.

Disputam vagas de deputado federal, o atual deputado estadual Beto Pereira, a vice-governadora Rose Modesto, Roseli Braqiária (mulher de ex-prefeito), Ana Espíndola, Beatriz Cavassa (viúva de Ruiter Cunha, que era prefeito de Corumbá) e Geraldo Resende, que tentará a reeleição. A deputado estadual, são 16 candidatos.

Sobre os aliados, Reinaldo explicou, com muitos elogios, a relevância dos parceiros na coligação. “O Murilo agrega à chapa porque teve ótima atuação, tanto no Legislativo como Executivo. O trabalho do Murilo em Dourados foi de lisura e transparência. O Nelsinho, além de ser um bom político, teve boa gestão na Capital e a experiência dele vai nos ajudar em Brasília. O Miglioli é companheiro desde o primeiro dia, ajudou muito o Estado nas obras que conduziu”,

Uma pré-listagem de aliados do PSDB inclui PP, DEM, PSD, PPS, Pros, Solidariedade, PSB e PTB, partidos que já confirmaram presença na coligação; e PMB, Patriota, Avante, PSL e PMN, que realizam neste sábado suas convenções.

Tags:
COMPARTILHAR:

Comentários