PRF registra 832 flagrantes de excesso de velocidade no feriadão prolongado em MS

novembro 19, 201811:25 am
Durante o feriadão, um veículo foi flagrado pela PRF a 175 km/h e outro a 155 km/h.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou na manhã desta segunda-feira (19) o balanço final da Operação Proclamação da República, que iniciou na quarta-feira (14) e encerrou às 23:59 h de ontem (18), onde 3.226 veículos foram fiscalizados nas rodovias federais em Mato Grosso do Sul.

De acordo com a PRF, as fiscalizações foram realizadas em todas as rodovias federais do Estado, contemplando mais de 3.652 quilômetros, divididos em nove Delegacias da PRF e 22 Unidades Operacionais.

Nesses quatro dias, a PRF registrou 20 acidentes, onde 31 pessoas ficaram feridas e quatro morreram.

O balanço informa ainda que 87 motoristas foram autuados por não usarem cinto de segurança. Crianças sem a cadeirinha ou assento de elevação resultaram em 19 autuações.

Além disso, a PRF registrou 75 infrações de ultrapassagem cometidas, sendo 69 em faixa dupla contínua. Enquanto os radares, registraram 832 flagrantes de abuso da velocidade. Durante o feriadão, um veículo foi flagrado a 175 km/h e outro a 155 km/h.

De acordo com a PRF, 35 pessoas foram autuadas por embriaguez e 13 acabaram presas.

MORTES

Um idoso, de 69 anos, morreu na quarta-feira (14), no km 71 da BR-163, em Itaquiraí, depois de uma colisão frontal. De acordo com a PRF, o acidente envolveu uma caminhonete S10 e um caminhão Scania. A caminhonete invadiu a pista contrária e bateu de frente com a carreta. O idoso, que estava na S10, morreu no local.

Na madrugada de domingo de ontem, no km 190 da BR-262, em Ribas do Rio Pardo, um pedestre foi atropelado, não resistiu aos ferimentos e morreu.

Ainda no domingo, no km 374 da BR-060, em Campo Grande, um veículo de passeio saiu da pista e colidiu com uma árvore. No Palio estavam quatro pessoas. A motorista de 43 anos e uma passageira de 45 anos morreram no local. As outras duas pessoas, um homem de 22 anos e uma mulher de 44 anos, tiveram lesões leves.

Tags:
COMPARTILHAR:

Comentários