Prefeita de Miranda MS pode ter mandato cassado pelo TRE na segunda feira

abril 5, 201912:24 pm
Conforme denúncia, o filho da prefeita também é acusado de comprar votos.

Está prevista para a próxima segunda-feira (8) o julgamento da cassação do mandato da prefeita de Miranda, Marlene Bossay (MDB), e seu vice, Adailton Rojo Alves (PTB), sob a acusação de compra de votos. O filho da prefeita, o vereador  Ivan Bossay (MDB), também é investigado no caso.

Marlene teve seu mandato cassado logo após as eleições de 2016 e foi condenada em dois processos distintos. Um proposto pelo Ministério Público e outro pela Coligação Unidos por Miranda, envolvendo os partidos PSL, PR, DEM, PRP e PV.

O processo já foi retirado quatro vezes de pauta seis vezes, quatro a pedido do relator, uma vez a pedido da advogada de defesa e mais duas vezes a pedido dos membros da corte do TRE-MS.

Ao todo participam do julgamento nove membros do TRE-MS, portanto a análise precisa ter mais dois votos favoráveis para se efetivar a cassação de Bossay.

De acordo com a assessoria de imprensa do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul), até o momento já foram três votos a favor da cassação. Já votaram o relator do processo, Abrão Razuk, o juiz federal Clorisvaldo Rodrigues dos Santos e o desembargador Julizar Barbosa.

Conforme denúncia, o filho da prefeita também é acusado de comprar votos.

Tags:
COMPARTILHAR:

Comentários