Polícia vistoria região nobre de Campo Grande e flagra de furto manual e medidores adulterados em ação contra “gato” de energia

novembro 9, 201812:01 pm

Doze possíveis alvos de furto de energia estão sendo vistoriados no bairro Carandá Bosque, região nobre de Campo Grande, na manhã desta sexta-feira (9).

O primeiro local a ser vistoriado foi uma casa por volta das 7h30 (de MS), depois um escritório de advocacia e, em seguida, uma empresa de comunicação na rua Chafica Fatuche Abussafi.

“Em todos os casos a fraude foi constatada. Neste último, por ser algo feito manualmente, o proprietário foi detido e encaminhado para a delegacia. Lá ele deve responder por furto de energia”, afirmou  a delegada Débora Mazzola, responsável pelas investigações.

Os técnicos da concessionária que administra a energia no estado (Energisa) apreenderam medidores e explicaram que um dos medidores estava adulterado e deve ser encaminhado para o Inmetro, onde será constatado há quanto tempo ocorre o crime.

Técnico mostra relógio de leitura que, segundo os técnicos da Energisa, foi adulterado pelo consumidor — Foto: Graziela Rezende/G1 MS

“A intenção é coibir furtos no estado. Nossa trabalho vai se estendendo com os levantamentos, em que é apurado a média e o atual consumo. Então, sempre temos ações do tipo s serem feitas”, explicou a delegada.

Já Ercílio Diniz Flores, que é gerente de combate às perdas, ressaltou que as irregularidades no estado equivalem a um mês de energia em uma cidade como Corumbá, por exemplo.

“São ao todo 120 mil vistorias por ano, sendo que em cerca de 24 mil encontramos irregularidades. Antes, o valor representava a 7,5% da tarifa e agora está em 4,65%, principalmente por conta das ações que estamos fazendo”, ressaltou.

Foto: Graziela Rezende

Tags:
COMPARTILHAR:

Comentários