Polícia prende autores de latrocínio de idoso; homem foi vítima de emboscada

novembro 28, 201811:47 am
Jaqueline, Jackson e Elvis L. T armaram uma emboscada para Orivaldo, visando roubar a aposentadoria do idoso e o automóvel a ele pertencente. Fotos: Cido Costa

A Polícia Civil de Dourados, através do SIG (Serviço de Investigações Gerais) identificou os autores do latrocínio que vitimou o idoso Orivaldo Martins da Silva, de 61 anos, encontrado morto no dia 8 de setembro em um lago na antiga pedreira. O homem foi vítima de uma emboscada que teve participação de Jaqueline S.P, com quem mantinha um relacionamento. A mulher foi quem conduziu o idoso ao local onde estavam Jackson A. A (namorado de Jaqueline) e Elvis L. T, que roubaram e mataram Orivaldo.

As investigações realizadas pelo SIG identificaram que um dia antes do desaparecimento Orivaldo, na data de 4 de setembro, ele havia sacado a sua aposentadoria, que foi subtraída pelos autores do crime, tal como o automóvel, um Corsa, a ele pertencente. Os investigadores também descobriram que a vítima mantinha um relacionamento com Jaqueline S.P, possuidora de vários antecedentes criminais. Jaqueline paralelamente ao relacionamento com Orivaldo namorava Jackson A. A, homem de extrema periculosidade.

A polícia apurou que Jaqueline, Jackson e Elvis L. T armaram uma emboscada para Orivaldo, visando roubar a aposentadoria por ele recebida e o automóvel a ele pertencente. As diligências demonstraram que o crime também foi motivado por ciúme de Jackson em relação a Orivaldo. Assim, como uma prova de amor Jackson pediu que Jaqueline atraísse Orivaldo até o local em que ele foi rendido.

Inclusive, havia sido combinado de Jaqueline desferir pauladas contra a cabeça de Orivaldo, o que ela não conseguiu por em prática. Preso, Jackson confessou o crime, expondo que Jaqueline e Orivaldo chegaram no Corsa em um certo local, momento em que o idoso foi rendido por ele e por Elvis. Nessa ocasião Jackson utilizava um revólver calibre .38, segundo ele pertencente ao PCC (Primeiro Comando da Capital).

Já na pedreira, Jackson esclareceu que Jaqueline não conseguiu cumprir o acordado, no sentido de ela matar Orivaldo, cabendo a ele desferir as pauladas na região da nuca da vítima. Jackson esclareceu que Orivaldo foi jogado ainda com vida no lago. Sobre o dinheiro, Jackson confirmou ter dividido com Elvis, tal como fez em relação ao numerário obtido com a venda do carro, comercializado no Paraguai.

O delegado do SIG, Rodolfo Daltro esclaeceu ainda que Jackson e Elvis foram os autores do homicídio de Josivan Alves, em um caso de Tribunal do Crime ocorrido no dia 14 de setembro deste ano. “Os três autores do latrocínio (roubo seguido de morte) de Orivaldo encontram-se presos preventivamente. Com essas prisões, o SIG de Dourados elucidou 100 % dos latrocinios ocorridos em 2018, e realizou a prisão de todos os autores”, afirmou o delegado.

Tags:
COMPARTILHAR:

Comentários