Planilha da JBS aponta segundo repasse em caixa 2 a Onyx Lorenzoni

novembro 14, 201812:34 pm
Onyx Lorenzoni (DEM-RS) já admitiu ter recebido caixa 2 da JBS em 2014 Foto: Leonardo Prado

Planilha entregue por delatores da JBS à Procuradoria-Geral da República (PGR) indica que o deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), futuro ministro-chefe da Casa Civil no governo de Jair Bolsonaro, teria recebido um repasse de R$ 100 mil da empresa via caixa 2 em 2012. No ano passado, o próprio deputado admitiu ter obtido a mesma quantia da empresa para a campanha de 2014, mas até o momento não havia indícios desse segundo repasse.

Segundo a publicação, o pagamento a “Onyx-DEM” foi feito em 30 de agosto de 2012, em meio às eleições municipais. Na época, o deputado não concorreu a cargos eletivos, mas era presidente do DEM no RS e apoiou vários candidatos. Segundo os delatores, o dinheiro foi repassado em espécie. Nos registros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), não consta doação oficial da JBS ou da J&F holding que controla a empresa  para a sigla naquelas eleições.

Essa é a segunda vez que Onyx é mencionado recebendo repasses da JBS. No ano passado, o parlamentar admitiu ter obtido R$ 100 mil para a campanha de 2014 e afirmou que sua atitude “foi um erro”.

Os repasses estão sendo investigados pela Procuradoria desde agosto, por ordem do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin. A pedido da PGR, ele determinou a instauração de uma petição autônoma — espécie de apuração preliminar— sobre as suspeitas de contribuições ilegais a Onyx e mais 35 políticos.

Explicação

A assessoria de Lorenzoni afirmou, em nota, que ele não recebeu caixa 2 delatado pela JBS na campanha de 2012, mas da Abiec (Associação das Indústrias Exportadoras de Carne), em 2014.

“Os recursos foram usados na campanha de 2014 e o ministro só soube da origem quando os diretores da JBS falaram a respeito, pois ele havia recebido do presidente da Abiec, Camardelli, amigo de 30 anos.” Também afirmou que “Onyx Lorenzoni está fazendo uma devolução do dinheiro [de 2014] por meio de doações para entidades filantrópicas de assistência, educação e saúde, entre elas a Santa Casa de Porto Alegre. No total, já foram doados aproximadamente R$ 50 mil. Ao final, o ministro fará uma prestação de contas ”.

Tags:
COMPARTILHAR:

Comentários