Operação do Gaeco mira corrupção em inventários na Capital e interior de MS

outubro 18, 201912:31 pm
O nome da operação faz alusão à ideia da coragem de cortar na própria carne quando necessário.

O Ministério Público de Mato Grosso do Sul, por meio do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), em atividade de apoio tático e operacional, cumpriu na manhã desta sexta-feira (18/10), em operação denominada “Espada da Justiça”, mandados de busca e apreensão domiciliar e pessoal, devidamente autorizados pelo Tribunal de Justiça, nas cidades de Campo Grande, Aquidauana e Rochedo.

A investigação, tem atuação da Procuradoria-Geral de Justiça, e apura eventuais delitos de corrupção e associação criminosa, supostamente praticados em autos de Inventário, durante período de atividade funcional de Membro do Poder Judiciário em Vara de Família e Sucessões da Capital, e outros desdobramentos.

Não foi divulgado o número de mandados cumpridos ao longo da manhã.

O nome da operação faz alusão à ideia da coragem de cortar na própria carne quando necessário.

Tags:
COMPARTILHAR:

Comentários