Neymar fechou com o PSG em junho e enganou o Barcelona, revela jornal

agosto 12, 20179:52 pm
Apesar do negócio ter sido confirmado em agosto, tudo indica que o acerto já estava firmado desde junho

Uma informação bombástica foi revelada pelo jornal português “Correio da Manhã” nesta semana. Segundo a publicação, Neymar enganou o Barcelona e acertou sua transferência ao PSG ainda no mês de junho, e não em agosto, como todos acreditavam ter acontecido até este momento.

 

O diário teve acesso a um documento oficial considerado “altamento confidencial”, datado de 30 de junho, no qual se comprova que os franceses já tinham montado toda operação da chegada de Neymar ao clube de Paris.

 

No documento estão identificados os dados do avião que iria transportar o jogador para a capital francesa e o resto da sua comitiva, com familiares e amigos, num total de sete pessoas. Também foram especificados os membros da segurança e a presença de cerca de 500 jornalistas credenciados para cobrir o histórico momento.

 

oda a operação foi preparada como se a cidade fosse receber um presidente ou chefe de estado, uma vez que o jogador brasileiro protagonizou a transferência mais cara de toda história do futebol mundial, custando 222 milhões de euros (algo em torno de R$ 820 milhões).

 

Aos olhos de todo público, da imprensa internacional e também do Barcelona , Neymar só acertou com o PSG, oficialmente, no dia 3 de agosto. Todo esforço feito pelo clube espanhol para tentar manter o craque foi desnecessário, já que os documentos obtidos pelo diário português mostram que o acordo já estava firmado muitas semanas antes.

Pela porta dos fundos

De acordo com a imprensa espanhola, o jogador mentiu para o clube catalão, juntamente com seu pai, traindo muitas pessoas que fazem parte do dia a dia do time. O “Sport” acusou o brasileiro de mentir e “alimentar um jogo esquizofrênico” na tentativa do Barça em manter o atleta em seu elenco, sendo que a decisão de se mudar para o futebol francês já estava tomada há tempos. A publicação ainda revela que o jogador “chorou copiosamente” durante uma reunião com membros da diretoria.

 

Além disso, o Neymar também teria mentido para seus companheiros de time quando disse que ficaria na Espanha. Isso teria motivado o post do zagueiro Piqué com a famosa legenda “se queda” (ou “fica”, em português). Lionel Messi e o presidente Josep Maria Bartomeu se mobilizaram para tentar mantê-lo na equipe, mas de nada adiantou.

 

COMPARTILHAR:

Comentários