Na Campanha Marquinhos Trad prometeu uma coisa, e na pratica exorbita o aumento do IPTU

janeiro 4, 201811:47 pm
Taxa da coleta de lixo, acrescida ao imposto, é o principal alvo de insatisfação.

O valor do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) 2018 de Campo Grande tem gerado diversas reclamações por parte de contribuíntes. O motivo, de acordo com eles, é o valor, que aumentou muito acima do aceitável.

Acrescido ao imposto, a taxa de coleta de lixo é o principal alvo de insatisfação. Moradores dizem que a elevação do tributo se deve, em grande parte, à cobrança do serviço. Alguns afirmam que o valor passa dos R$ 1 mil.

O secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano José Marcos da Fonseca justifica que os “os valores que estão são divididos em até dez vezes. Quando você fala setecentos, pode parecer muito. Mas, na realidade, são dez parcelas de setenta reais.

Em menos de uma hora, 120 pessoas foram até a Central do IPTU para abrir registro de contestação do valor. Alguns contribuíntes chegam a esperar horas nas filas para conseguir o atendimento.

Tony Karmouche levou um susto com o imposto do apartamento onde mora. Este ano o valor, sem descontos, é de quase R$ 2,4 mil. Aumento de 20% em relação ao ano passado. O aumento foi ainda maior para um terreno que ele tem no jardim Vitória: R$ 580 a mais.

Segundo o autônomo, uma das diferenças no carnê é o asfalto. O detalhe é que na rua não tem asfalto. “Teve imóvel meu que é territorial e o imposto chegou que era para ser cobrado um por cento que não tem asfalto, e foi cobrado como três e meio.”

Contribuintes contestam alta do IPTU em Campo Grande MS (Foto: Reprodução)

COMPARTILHAR:

Comentários