Mulher com tornozeleira é presa traficando em Anastácio com filho recém-nascido

outubro 18, 201912:48 pm
Bruna não poupou nem o filho recém-nascido, de apenas 13 dias, além do sobrinho de dois anos e dos irmãos de nove, oito e quatro anos. – Foto: Facebook

Bruna Marçal Roman, 19 anos, foi presa na tarde desta quinta-feira, 17 de outubro, após a Polícia Militar e a Polícia Civil cumprir mandado de busca e apreensão em sua residência, na cidade de Anastácio. A jovem, mesmo usando tornozeleira eletrônica, continuava traficando, com seu filho de apenas 15 dias de vida, provavelmente a mando do marido que está preso pelo mesmo delito. No momento da prisão, quatro crianças estavam na residência.

De acordo com informações, a guarnição Força Tática da Polícia Militar e equipe da Polícia Civil se deslocaram até a residência de Bruna, no Altos da Cidade, para cumprimento do mandado, já que mesmo com medidas cautelares impostas e o uso da tornozeleira eletrônica, a jovem continuou traficando. No quarto da suspeita, em cima de sua penteadeira, foram flagrados nove paradinhas de cocaína, e no armário da cozinha maconha, além de duas balanças de precisão, para pesar a droga.

Bruna não poupou nem o filho recém-nascido, de apenas 13 dias, além do sobrinho de dois anos e dos irmãos de nove, oito e quatro anos. Os policiais acionaram o Conselho Tutelar para que fossem tomadas providências em relação aos menores. Vale lembrar que Bruna e seu marido que está preso, Pedro Henrique de Carvalho, conhecido no tráfico como “Dumbo”, são velhos conhecidos das forças policiais do município.

Operação do GAECO

Dumbo foi preso diversas vezes, sempre sendo liberado pela Justiça e continuando cada vez mais firme no mundo do tráfico. Seu nome foi citado em operação do GAECO, ocorrida após as prisões do Delegado Eder Oliveira Moraes e da advogada Mary Stella Martins de Oliveira. A investigação apontou que eles também integrariam, pelo menos, outros dois esquemas de tráfico de drogas na região, sendo denunciados por “participação essencial” na quadrilha liderada por Sandra Ramona da Silva, 40 anos, na qual Dumbo também faz parte. Segundo a denúncia, os dois facilitaram as ações da quadrilha liderada por Sandra, presa pela Polícia Militar em março deste ano. A participação dos dois era essencial para a atividade criminosa desenvolvida por Sandra em Aquidauana e Anastácio.

Tags:
COMPARTILHAR:

Comentários