MPF pede prisão preventiva de motorista que transportava 28t de maconha em MS

maio 22, 202012:11 pm
Segundo consta nos autos, Vanderlei receberia R$ 40 mil para levar a droga de Ponta Porã até São Leopoldo (RS).

Mato Grosso do Sul registrou a maior apreensão de maconha da história do país na última quarta-feira, dia 20 de maio. Graças a um trabalho investigativo da PF (Polícia Federal) e da PRF (Polícia Rodoviária Federal) flagrou o motorista de caminhão, identificado como Vanderlei, transportando 28 toneladas da droga em uma carreta próximo ao município de Tacuru, na região Sul do Estado.

Nesta quinta-feira, dia 21 de maio, o MPF (Ministério Público Federal), por meio do procurador da República Eduardo Rodrigues Gonçalves, em substituição no município de Naviraí, manifestou-se pela conversão da prisão em flagrante em prisão preventiva e pela incineração urgente da droga, que encontra-se a poucos metros da fronteira com o Paraguai.

Segundo consta nos autos, Vanderlei receberia R$ 40 mil para levar a droga de Ponta Porã até São Leopoldo (RS). Para o MPF, trata-se de tráfico internacional de drogas, considerando a quantidade de entorpecente e o fato de ter sido entregue ao motorista em Ponta Porã, na fronteira com o Paraguai.

A conversão da prisão em flagrante em prisão preventiva se sustenta na elevada quantidade da droga, característica da prática do tráfico organizado, estruturado e que ostenta extremo lucro em detrimento da saúde pública e do vício da população.

Tags:
COMPARTILHAR:

Comentários