Michel Temer autoriza envio das Forças Armadas ao Rio de Janeiro

julho 28, 20173:09 pm
Decreto prevê permanência das tropas no estado até o fim do ano

O presidente Michel Temer assinou nesta sexta-feira (28) o decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) que autoriza o envio das Forças Armadas para atuar na segurança pública no Rio de Janeiro.

O fim do prazo de permanência das tropas federais foi fixado em 31 de dezembro de 2017, e os soldados podem ser enviados ao estado a qualquer momento. Durante a semana, o ministro da Defesa Raul Jungmann havia dito que os detalhes da operação seriam mantidos em “sigilo” para causar um “efeito surpresa”.

As intervenções de GLO foram instituídas por ocasião da Copa do Mundo de 2014 e preveem ações “esporádicas”, em áreas “restritas” e por tempo “limitado”. Elas são convocadas por ordem do presidente da República, quando há o “esgotamento das forças tradicionais de segurança pública”.

Recentemente, Temer chegou a assinar um decreto autorizando o uso das Forças Armadas para proteger prédios públicos em Brasília, após confusões em manifestações contra o governo, mas acabou voltando atrás.

A decisão de convocar o Exército para atuar como Polícia no Rio de Janeiro foi tomada por conta da caótica situação da segurança pública no estado. Desde o início do ano, mais de 90 policiais foram assassinados em solo fluminense, e também são frequentes os casos de tiroteios e balas perdidas

Os homens do Exécito já estão circulando nas ruas do Rio. Em coletiva no Comando Militar do Leste (CML), no Centro do Rio, os ministros Raul Jungmann, da Defesa, e Torquato Jardim, da Justiça, anunciaram o início do Plano de Segurança.

É o elemento surpresa, assim como não teve anúncio do início das ações, não teremos anúncio de quando vai terminar  afirmou Jungmann.

No início da tarde desta sexta-feira tropas do Exército já podiam ser vistas na Rodovia Washington Luis em Duque de Caxias. Cerca de cem homens tomaram posição e começaram o patrulhamento.

 

COMPARTILHAR:

Comentários