Homem que matou cadeirante é acusado de assassinar a própria mãe

dezembro 4, 201710:37 am
Fotos: Sidnei Bronka

Marcelo da Silva Gonçalves, de 29 anos, preso na manhã de hoje (4) acusado de matar a cadeirante Nilza Fernandes, de 73 anos, a facadas na noite de ontem na aldeia Bororó, estava sendo procurado pela morte da própria mãe. Conforme a investigação, Gonçalves é acusado de matar a mãe a facadas. O autor do crime nega as acusações.

Acusado preso

O acusado foi preso na manhã desta segunda-feira (4) pela Polícia Militar de Dourados. Conforme informações, após o crime, lideranças da aldeia estavam atrás do suspeito, e na manhã de hoje, encontraram ele no Jardim Flórida e acionaram a polícia. O autor do crime foi encaminhado para a delegacia.

O crime

Nilza Fernandes, de 73 anos, foi assassinada com aproximadamente 50 golpes de faca na noite de ontem na aldeia Bororó, em Dourados.

Segundo a polícia, o acusado seria o vizinho Marcelo da Silva Gonçalves, de 29 anos. Testemunhas contaram à polícia que por volta das 21h de ontem, o acusado chegou na casa da vítima bateu palmas e logo após a vítima sair do interior da casa com a cadeira de rodas,  foi atacada.

Marcelo que estava de posse de uma faca desferiu cerca de 50 golpes contra o corpo da vítima atingindo o pescoço o peito e os braços. O acusado fugiu do local levando a faca do crime e tomou rumo ignorado.

Segundo informações de familiares, a cadeirante há muito tempo vinha tendo desentendimento com familiares do acusado por conta da disputa de um terreno ao lado da casa da vítima.

COMPARTILHAR:

Comentários