Homem-bomba mata ao menos 13 e fere mais de 50 pessoas

dezembro 2, 201712:43 pm
Explosão aconteceu durante uma ação humanitária de distribuição de alimentos. A organização Boko Haram, fiel ao Estado Islâmico, é suspeita do ataque.

Um ataque com um homem-bomba teria deixado pelo menos 13 mortos e 53 feridos em um mercado na Nigéria durante este sábado (2). Segundo informações da Reuters, a comunidade suspeita que o homem-bomba, seja vinculado ao grupo Boko Haram, que prometeu fidelidade ao Estado Islâmico.

O ataque teria ocorrido no nordeste nigeriano, na cidade de Biu, no estado de Borno. A explosão aconteceu durante uma ação humanitária, na qual os trabalhadores entregavam os alimentos a pessoas em situação e vulnerabilidade pelos conflitos provocados pela Boko Haram. Ainda há divergências sobre o número de vítimas, a aguardar contagem oficial.

Desde 2009 a organização fundamentalista islâmica de métodos terroristas busca a imposição da lei Charia no país. A Charia propaga o combate à corrupção no governo, a falta de pudor das mulheres, a prostituição e outros vícios. Ainda considera culpados por esses males os cristãos, a cultura ocidental e a tentativa de ensinar algo a mulheres e meninas.

A Boko Haram é apontada como responsável por mais de 20 mil mortes e pelo deslocamento de 2 milhões de pessoas, de acordo com informações da Folha de São Paulo. A organização costuma atacar locais com grande concentração de pessoas, como mesquitas e feiras, e usa adolescentes ou jovens mulheres como autoras dos ataques suicidas – algumas delas previamente sequestradas  pelo grupo.

COMPARTILHAR:

Comentários