GUERRA na FONTEIRA II: Tatuador famoso é executado ao deixar seu local de trabalho

dezembro 5, 20189:49 pm
Esse foi o segundo crime de assassinato na cidade – Créditos: Dora Nunes

O tatuador Nicolas Garay Ovelar, de 40 anos, foi morto a tiros por volta das 18:30 min, desta quarta-feira (05) em mais um atentado por Ponta Porã, cidade que fica a 323 quilômetros de Campo Grande.

A vitima que era paraguaio e também conhecido como Nico foi morto em frente ao seu estabelecimento, na esquina das ruas Marechal floriano com a Baltazar Saldanha.

Ele estava sentado em uma cadeira na frente do estúdio dele quando foi baleado e morreu no local.

Imagens de câmeras de segurança mostram que o passageiro da moto atira no tatuador, que mesmo ferido, corre na calçada. Em seguida, o atirador desce do veículo, se aproxima da vítima e faz disparos à queima roupa.

Segundo o boletim de ocorrência, Nicanor foi atingido no tórax, pernas e cabeça. O caso foi registrado como homicídio qualificado pelo recurso que dificultou a defesa da vítima.

A polícia esteve no local para os procedimentos de praxe.

O primeiro crime aconteceu no início da tarde onde o empresário Vanderlei Almeida, de 46 anos, foi executado em frente de casa, na rua Antônia Capile, no bairro Jardim Universitário.

Ele chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no Hospital da cidade.

Vanderlei era proprietário de caminhões e de uma empresa de ônibus em Ponta Porã.

Tags:
COMPARTILHAR:

Comentários