GALO DOIDO: Polícia investiga Cazares, do Atlético-MG, após denúncia de agressão contra mulher

setembro 9, 201912:54 pm
Jogador Cazares presta esclarecimentos a Polícia Militar sobre denúncia de agressões a mulheres — Foto: Renato Pizzutto

Uma modelo de 20 anos e uma empresária de 24 acionaram a Polícia Militar, às 6h30 desta segunda-feira (9), dizendo que foram agredidas pelo jogador Juan Cazares, do Atlético-MG. A suposta agressão aconteceu durante festa na casa do jogador em condomínio fechado em Lagoa Santa, na Grande Belo Horizonte.

Em ligação para o 190, uma das mulheres afirmou aos policiais que foi levada para dentro da casa do atleta, acabou sendo agredida e teve o celular tomado pelo jogador. A modelo e a empresária disseram, ainda, que Cazares ofereceu R$ 10 mil para que elas não acionassem a polícia e nem a imprensa. Uma equipe da PM esteve no condomínio fechado e todos os envolvidos seguiram para batalhão da Polícia Militar.

Segundo a versão do jogador, estava ocorrendo uma festa na casa dele e ele percebia que duas das convidadas, duas mulheres, demoravam um tempo considerável no banheiro. Ele pediu que uma outra convidada fosse verificar o que estava acontecendo, e essa convidada percebeu que essas duas mulheres, as vítimas, estavam fazendo uso de entorpecente, possivelmente loló. Diante disse, ele se indignou e teria determinado que as duas mulheres saíssem da residência – afirmou o Tenente Tiago Nasser.

Elas (vítimas) alegam que o material delas havia sido extraviado,  batom, coisas de uso pessoal e, uma das convidadas teria se sentido ofendida, e partiu para agressões verbais e agressões físicas até que elas fossem retiradas da residência. As duas vítimas alegam que o jogador teria oferecido a quantia de 10 mil reais para que esse fato não viesse à tona. Para que não fosse chamado nem a Polícia Militar e nem a imprensa. Já ele alega que elas teriam solicitado esse valor para que esse assunto fosse mantido em sigilo explicou o Tenente Tiago Nasser da Polícia Militar.

Sobre as agressões, a Polícia Militar informou que as vítimas ainda passarão por exame de corpo de delito. Os envolvidos serão encaminhados para a delegacia. Além do jogador, outros dois homens e uma mulher foram conduzidos para a delegacia.

Tags:
COMPARTILHAR:

Comentários