Família acusa ex-namorada de atear fogo em motoboy por não aceitar o fim da relação

janeiro 21, 202012:10 pm
Daniel Jean teve 60% do corpo queimados; família acusa ex-namorada Foto: Reprodução

Permanece internado no Centro de Tratamento de Queimados do Hospital municipal Souza Aguiar, no Centro do Rio, o motoboy Daniel Jean Rocha Claudino. Ele teve 55% do corpo queimados. As lesões, de acordo com a família, são de 2º e 3º graus. Ainda de acordo com parentes do rapaz, uma ex-namorada do jovem que não aceitava o fim de um relacionamento de quatro anos ateou fogo nele, na última quarta-feira.

O caso dele é grave, porque teve queimaduras em 55% do corpo, segundo o laudo. A médica falou que o estado é grave por causa da extensão (da área do corpo atingida). Ontem fiquei sabendo que ele também está com uma queimadura de 3º grau nas costas, que eu não sabia  disse Márcio Mesquita Martins, de 46 anos, tio de Daniel.

Segundo ele, a mãe da ex-namorada do rapaz fez um contato com parentes dele nesta segunda-feira:

A mãe teve a capacidade de ligar para uma funcionária da minha mãe para pedir para deixar isso para lá, que a filha está arrependida, que ela não fez por querer. Faça-me o favor, tem tudo mostrando que foi premeditado.

Em nota, a Polícia Civil informou que “as investigações seguem na 23ª DP (Méier), que aguarda a melhora no quadro de saúde da vítima para ser ouvida pelos agentes”. O informe diz ainda que “policiais realizam diligências, nesta terça-feira, em busca de outras testemunhas que tenham presenciado o fato”.

Casal tinha relacionamento conturbado

A tentativa de homicídio ocorreu no Cachambi, bairro da Zona Norte do Rio. De acordo com parentes, Daniel consertava o cabo do acelerador de sua motocicleta, quando por volta das 11h, a ex-namorada se aproximou com gasolina e fósforo. Ele ainda teria tentado segurar a jovem, mas acabou tendo o corpo incendiado.

Ela era agressiva e muita ciumenta. Foi tudo premeditado. Ela já chegou com a garrafa de gasolina na mão. Uma pessoa não anda levando gasolina assim sem mais nem menos. Fez isso com meu sobrinho por ciúme e maldade  disse Márcio.

Segundo parentes, Daniel rompeu com a jovem, que tem 20 anos, há cerca de um mês, por conta dos constantes desentendimentos e ela não aceitava o término.

Eles desmancharam porque meu sobrinho não aguentava mais tantas brigas. Ela não aceitava o término e era muito possessiva  disse Márcio.

A agressão foi presenciada por pelo menos uma testemunha. Ao SBT Rio, ela contou ter visto a jovem fugir logo após atear fogo em Daniel. ” Ela gritava que foi sem querer e que só queria assustar”disse a testemunha, durante a entrevista.

Quando ainda estava no Salgado Filho, Daniel mandou uma mensagem de voz para sua família. Falando com muita dificuldade, ele pediu que orações fossem feitas por ele. Amo muito vocês. Orem por mim disse.

O caso foi registrado pela 23ª DP (Méier) como tentativa de homicídio. Em nota, a assessoria de Polícia Civil disse que os policiais aguardam a melhora do estado de saúde de Daniel para que ele seja ouvido pelos agentes.

Tags:
COMPARTILHAR:

Comentários