‘Essas coisas não aconteciam no Brasil’, diz Mourão sobre massacre em escola de Suzano SP

março 13, 20196:27 pm
Essas coisas não aconteciam no Brasil, aconteciam em outros países, , lamentou o vice.

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, afirmou na tarde desta quarta-feira, 13, que é preciso entender por que tragédias como a de Suzano, em São Paulo, estão acontecendo com mais frequência no País. “É muito triste. A gente tem que chegar à conclusão por que isso está acontecendo. Essas coisas não aconteciam no Brasil, aconteciam m outros países”, lamentou o vice.

Na manhã desta quarta, um adolescente e um homem encapuzados mataram pelo menos dez pessoas na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano. Eles abriram fogo contra as vítimas e em seguida cometeram suicídio.

Mourão não considera que a tragédia em Suzano tenha relação com o debate sobre flexibilização da posse e porte de armas, uma das bandeiras do presidente Jair Bolsonaro na campanha, mas admitiu que a associação neste momento será inevitável. “Não vejo essa questão. Vai dizer que a arma que os caras estavam lá era legal? Acho que não tem nada a ver, mas sei que a questão vai ser colocada”, declarou.

Mourão não quis opinar sobre a fala do senador Major Olímpio (PSL-SP), que disse que a tragédia seria evitada se os professores da escola estivessem armados. Questionado sobre a declaração, Mourão respondeu: “no coments (sem comentários, em inglês)”.

Para Mourão, um dos motivos pelo qual esse tipo de crime passou a ocorrer no Brasil é o uso excessivo de videogame e de jogos considerados violentos. Ele citou como exemplo seus netos, que disse que passam o dia “mergulhados nisso”.

O vice também avaliou que atualmente pais e mães são obrigados a trabalhar e é preciso oferecer mais opções de escola em tempo integral. Ele lembrou que, quando criança, costumava jogar futebol, soltar pipa e brincar de bola de gude.

Tags:
COMPARTILHAR:

Comentários