Depois de 35 dias, Maiza é resgatada em assentamento e devolvida aos pais

agosto 7, 201812:45 pm

Depois de 35 dias desaparecida, a menina Maiza Valentina de Matos Camargo, de 6 anos, voltou para os braços dos pais adotivos neste domingo, com ajuda da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul. A menina havia sido levada pela mãe biológica, que não tinha autorização da justiça, e foi deixada em assentamento na região de Guiratinga, no interior do Mato Grosso, a cerca de 130 quilômetros de Rondonópolis.

O reencontro aconteceu por volta das 17 horas, na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) da Vila Piratininga, em Campo Grande, após trabalho de busca coordenado pela equipe da investigadora Maria Campos, da 5ª Delegacia de Polícia da Capital, conhecida pela atuação em casos de desaparecimentos. Ao todo, Maria já fez 712 reencontros somente de filhos que se separam dos pais.

O aposentado João Gomes Carvalho, de 53 anos, e a esposa Jane Nary Garcia Matos, 52, funcionária pública, aguardavam ansiosos na porta da Depac. Eles não viam a hora de poder abraçar a filha e voltar com ela em segurança para Bela Vista, onde residem. Quando a viatura chegou, os pais e familiares que os acompanhavam não seguraram as lágrimas. “Só tenho a agradecer”, disse a mãe, emocionada.

Ainda assustada, Maiza estava tímida, mas não se desgrudou da mãe. Em algumas das poucas palavras que disse, lembrou do cão Thor, de quem estava com muita saudade. “Foi uma situação muito difícil para todos nós”, ressaltou João. Apesar de tudo, Maiza estava bem e deve receber acompanhamento psicossocial para lidar melhor com a situação. “Ela sempre soube de tudo o que acontecia”, explicou a mãe.

Tags:
COMPARTILHAR:

Comentários