Corpo de homem de 36 anos é achado em caixa d’água de condomínio

novembro 14, 201912:53 pm
Perícia irá determinar a causa da morte de Paulo Santana Maciel, de 36 anos

Corpo de homem de 36 anos, identificado como Paulo Santana Maciel, foi encontrado na noite de ontem (13) dentro da caixa d’água de um condomínio no Residencial Novo Oeste, em Três Lagoas.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, a Polícia Militar foi acionada por volta das 21h com relatos de achado de cadáver em uma das caixas d’água do Residencial Novo Oeste. No local, os militares conversaram com um homem de 30 anos, que localizou o corpo.

À polícia, o rapaz contou que estava no apartamento, no mesmo bloco onde o corpo foi encontrado. Por volta das 19h, ele chamou o irmão, de 27 anos, para resolver um problema de internet. Ao chegar ao local, o rapaz percebeu que havia um vazamento e pediu que o irmão subisse na caixa d’água para ver o problema.

O comunicante subiu na caixa d’água para identificar o ponto do vazamento e acabou encontrando o corpo boiando. Aos militares, os irmãos disseram que não conheciam a vítima e que também não sabiam de nenhum desaparecido no condomínio.

Enquanto a Perícia fazia levantamentos no local, o homem de 30 anos deu uma nova versão sobre os fatos. À polícia, ele relatou que era amigo da vítima e que ontem, por volta das 16h, Paulo chegou no local sujo. O irmão teria ofertado banho, comida e roupa limpa ao homem.

Ainda segundo relatos do morador do apartamento, ao chegar em casa, por volta das 17h15, o irmão saiu para trabalhar. Às 19h, ele ligou para o trabalho do irmão e disse que a internet do apartamento estava com problema.

O rapaz deixou o trabalho e foi ao apartamento resolver o problema de conexão. Enquanto tentava arrumar a internet, ele pediu que o irmão subisse na caixa d’água para verificar um vazamento e o corpo foi localizado.

Ainda segundo o boletim de ocorrência, o morador do apartamento só contou ao irmão que a vítima esteve na casa após o corpo ser localizado.

Não há informações de marcas de violência no corpo da vítima. O caso foi registrado como morte a esclarecer na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) de Três Lagoas.

Tags:
COMPARTILHAR:

Comentários