CAMPO GRANDE: Assassino de florista será transferido para hospital psiquiátrico

janeiro 21, 202011:49 am
Regiane foi surpreendida pelo ex quando chegava no trabalho.

Sob escolta policial desde o último sábado (18), Suetônio Pereira Ferreira, 57 anos, conhecido como Toni, que tentou suicídio após atirar na ex-namorada, Regiane Fernandes de Farias, 39 anos, na manhã do último sábado (18), aguarda transferência para um hospital referência em psiquiatria.

Segundo a assessoria de imprensa da unidade de saúde, a transferência foi solicitada pelo médico especialista na área após avaliação do paciente, que está com ferimento no ouvido, mas não corre risco de morte. Por se tratar de preso escoltado, o hospital não forneceu mais detalhes sobre o caso.

Funcionária de uma floricultura no Carandá Bosque, a vítima foi baleada na região torácica quando chegava para trabalhar, por volta das 8h. Ela chegou a ser socorrida, passou por cirurgia mas morreu horas depois na Santa Casa. Uma testemunha de 39 anos contou que entrava na câmara fria da floricultura para pegar flores quando ouviu o motorista dizer ao dono da empresa que Toni havia abordado a ex-namorada em frente ao estabelecimento e estava armado. Foi quando ela começou a ouvir os disparos espaçados.

Após atirar na ex-namorada, Toni tentou suicídio atirando na propria cabeça. Os dois foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros e Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). O revólver .44 com cinco munições deflagradas e uma picotada foi apreendido pelos policiais que atenderam a ocorrência. O caso é investigado pela Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher).

Tags:
COMPARTILHAR:

Comentários