Bolsonaro é hostilizado por historiadora ao chegar em Brasília

novembro 20, 201812:17 pm
A historiadora da Universidade de Brasília Ana Vitória Sampaio protestou contra o presidente

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, chegou ao Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), sede do governo de transição na manhã desta terça-feira (20/11) para reuniões com a equipe que prepara o novo governo.

O deslocamento até o CCBB ocorreu sem a presença dos batedores da Polícia Militar do DF (PMDF).

A escolta do presidente eleito entre a base aérea e o Centro Cultural Banco do Brasil foi feita por veículos da Polícia Federal (PF) e helicóptero, mas sem os motociclistas. Essa foi a primeira vez que o militar da reserva se deslocou na cidade sem os batedores desde as eleições.

A chegada de Bolsonaro ao CCBB Brasília foi tumultuada. A historiadora da Universidade de Brasília Ana Vitória Sampaio protestou contra o presidente assim que ele desembarcou no CCBB. Após proferir xingamentos, ela se deslocou até o seu carro e deixou o local.

Agenda
Na tarde desta terça, Bolsonaro recebe integrantes da associação das Santas Casas do Brasil no CCBB. Quando foi vítima de um atentado a facada em Juiz de Fora (MG), em 6 de setembro, o então candidato do PSL foi salvo por profissionais da unidade da santa casa da cidade mineira.

Ele ainda visitará o presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Raimundo Carneiro, e a procuradora-geral da República, Raquel Dodge. Na quarta e na quinta, Bolsonaro despachará internamente no CCBB, mas novos compromissos podem se acrescentados à agenda.

Na quinta-feira (22) à noite, ele participará da cerimônia de casamento de Onyx Lorenzoni, no Clube do Congresso. No dia seguinte, viaja a São Paulo para realizar exames no Hospital Albert Einstein, no intuito de avaliar as condições para retirada da bolsa de colostomia.

Tags:
COMPARTILHAR:

Comentários