Após Trump ser infectado, coronavírus domina debate de vices nos EUA

outubro 8, 202011:21 am
Kamala Harris, que concorre na chapa de Joe Biden, classificou o combate à covid-19 como “o maior fracasso de uma administração na história do país

O novo coronavírus foi o tema central do debate entre os candidatos à vice-presidência dos Estados Unidos, a democrata Kamala Harris e o republicano e atual vice Mike Pence, hoje em Utah. Após o próprio presidente Donald Trump ter sido contaminado pela doença, Kamala atacou a maneira como o governo lidou com a pandemia, enquanto Pence defendeu Trump.

Em sua fala inicial, a senadora Kamala Harris, que concorre na chapa de Joe Biden, classificou o combate à covid-19 como “o maior fracasso de uma administração na história do país”.

“As pessoas tiveram que sacrificar coisas demais por conta da incompetência desta administração”, cravou no debate. A covid-19 tornou-se central na corrida eleitoral americana pois o país tem o maior número de infectados e mortos no mundo  7,5 milhões de casos e cerca de 212 mil óbitos segundo a Universidade Jonhs Hopkins, mas o diagnóstico de Trump logo após o debate com Joe Biden na semana passada deu mais fôlego ao tema.

Outros membros da Casa Branca também testaram positivo, inclusive pessoas próximas à Pence. Por isso, os candidatos hoje mantiveram uma distância de 3,6 metros um do outro e estavam separados por uma placa de acrílico. A equipe de Pence, no entanto, foi resistente quanto à barreira. Na plateia, também foi aplicado distanciamento e todos estavam utilizando máscaras.

Kamala citou, então, revelação feita no livro do jornalista Bob Woodward de que Trump sabia da gravidade da doença e escolheu ignorá-la. Pence defendeu o presidente citando a ampliação de testagens e o fechamento das fronteiras aéreas com a China.

“Eles sabiam o que estava acontecendo e não contaram a vocês [o povo americano].Eles sabiam e acobertaram. Minimizaram a seriedade da situação”, afirmou. A senadora, na sequência, elencou os planos de governo de sua chapa, que propõe investir em ampla testagem, mapeamento de contaminações e na vacina, “garantindo que seja gratuita para todos”.

A fala foi atacada por Pence, que sugeriu que isso havia sido retirado dos planos de Trump. “Parece plágio”, respondeu Pence. “Que é algo que Joe Biden conhece”, completou, em referência a um episódio ocorrido em 1988, quando este abandonou sua primeira campanha à presidência por ter plagiado frases de um político britânico.

Apesar de defender a atuação do cabeça de sua chapa, Pence adotou uma postura sensivelmente diferente em relação à ciência e também por expressar compaixão às vítimas da covid-19.

Vacina

Quando questionado sobre a idade do presidente  Trump terá 74 anos se reassumir o cargo  Pence evitou responder e mirou ataques à adversária, acusando-a de “minar a confiança” na vacina. “Seu contínuo ataque ao nível de confiança em uma vacina é inaceitável”, disse o vice-presidente.

“Acho injusto o fato de você continuar a minar a confiança do público se uma vacina surgir durante a administração Trump. Senadora, eu apenas lhe peço, pare de brincar de política com a vida das pessoas.”

A fala foi uma resposta direta a um ataque de Kamala, que afirmou sobre uma possível vacina: “Se o Dr. Fauci, se os médicos nos disserem que devemos tomá-la, eu serei a primeira da fila a tomá-la. Mas se Donald Trump nos mandar tomar, eu não vou aceitar”.

Principal autoridade em doenças infecciosas dos Estados Unidos, o doutor Anthony Fauci tem ao longo da pandemia protagonizado embastes públicos com Trump, que acusa de ignorar as diretrizes de saúde pública para o combate ao novo coronavírus.

Kamala também fugiu à pergunta sobre a idade de Biden. Em vez disso, reapresentou-se ao público americano: a primeira mulher negra a ser eleita Procuradora Geral da Califórnia, a segunda mulher negra a ser eleita para o Senado dos Estados Unidos, e, agora, a primeira negra e mulher do sul da Ásia para ser uma das principais candidatas à vice-presidência pelo partido democrata.

 

Tags:
COMPARTILHAR:

Comentários